Cânfora faz mal na gravidez

A cânfora muitas vezes está presente em hidratantes e também em produtos para a respiração, como aqueles pequenos inaladores para desentupir o nariz.

Apesar de ser muito eficiente no tratamento da pele, a cânfora pode ser tóxica se absorvida pelo feto.

Os principais problemas relacionados com a cânfora são irritações da pele, dor no peito e problemas respiratórios.

Em casos piores, se você aplicar o produto com cânfora em regiões de pele com a pele quebrada, a cânfora será muito mais absorvida e seus efeitos tóxicos podem causar muitos problemas.

Se a exposição à cânfora for grande, ela pode atacar o fígado, passar pela placenta e colocar seu bebê em risco.

Efeitos colaterais durante a gravidez

De acordo com WebMD, ” O segurança da aplicação de cânfora para a pele durante a gravidez ou a amamentação é desconhecido. ” No entanto, o consumo oral de cânfora é definitivamente perigoso para a mãe e para o bebê durante a gravidez e durante a amamentação . Portanto WebMD recomenda que os produtos contendo cânfora , de qualquer forma devem ser evitados neste período.

Além da cânfora, a uréia também presente em diversos hidratantes para a pele, comumente para evitar estrias na gestação, deve ser evitada.

Ibuprofeno na Gravidez e Amanentação

O ibuprofeno é um remédio bem comum, usado para dor de cabeça, dor muscular e febre.

É vendido em farmácias sem receita médica e NÃO é um remédio 100% seguro para grávidas e mães em fase de amamentação.

Que Remédios a Grávida pode Tomar Durante a Gravidez?

IBUPROFENO NA GRAVIDEZ

Posso tomar ibuprofeno durante a gravidez?

O Ibuprofeno deve ser evitado em casos de gravidez ou para mães em períodos de amamentação/lactação já que seus efeitos cardiovasculares no feto ainda são incertos.

Mulheres nesta condição só poderão tomar o medicamento sob orientação médica e pelo menor período possível.

O ibuprofeno seca o leite materno? Ibuprofeno faz mal na amamentação?

Não existe nenhuma comprovação científica que prove que o ibuprofeno seja eficaz para secar o leite materno, então não caia nessas lendas da internet.

Durante a amamentação, o leite materno pode conter traços de ibuprofeno, mas não existem comprovações científicas que provem que ele faça mal. Mas só tome este remédio com orientação médica.

Tomei ibuprofeno e não sabia que estava grávida

É muito comum acontecer diversas coisas como tomar remédios, bebidas alcóolicas ou antibióticos sem saber da gestação.

Felizmente somente remédios mais fortes são capazes de causar algum grande dano na gestação.

Esses medicamentos são de difícil acesso, então faça seu pré-natal e faça essa observação ao seu médico.

Informações sobre gravidez na bula do ibuprofeno

Leia abaixo a informação da bula do ibuprofeno sobre a gestação e amamentação.

Uso de Ibuprofeno na gravidez e amamentação

Uso na gravidez: o uso de ibuprofeno durante a gravidez deve ser, se possível, evitado. Considerando os efeitos conhecidos de antiinflamatórios não-esteroidais no sistema cardiovascular fetal, o uso de ibuprofeno no fi nal da gravidez deve ser evitado. A administração de ibuprofeno não é recomendada durante o parto ou trabalho de parto, pois o início do parto pode ser atrasado, sua duração prolongada e há aumento na tendência de sangramento da mãe e do bebê. Ibuprofeno não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Uso na lactação: nos limitados estudos disponíveis, ibuprofeno aparece no leite materno em baixas concentrações. Não é recomendado para mulheres que estejam amamentando.

Conclusão

Como você pode perceber, existem mais dúvidas do que afirmações sobre o uso do ibuprofeno durante a gestação e também sobre o seu uso se você está dando leite para o seu bebê.

Assim como qualquer medicamento, tire suas dúvidas somente com um médico.

Carrinho LiteWay Denin – Avaliação

Olá mamães e gestantes, uma das principais dúvidas na hora de montar o enxoval do bebê é sobre qual carrinho de bebê comprar. Depois de pesquisar por algumas semanas, nossa escolha foi pelo Carrinho Liteway Denin, da Chicco.

chicco-lite-way07

Ele é um carrinho com fechamento “guarda-chuva” que dobrado fica bem mais compacto, além do seu peso de apenas 7kg, já que ele é de alumínio. Seu fechamento e abertura é muito fácil e em poucos dias você já se acostuma. São duas alavancas que podem ser acionadas com os pés.

Diferente dos outros carrinhos da linha Liteway, a versão Denin tem esse super detalhe em jeans, um bolso para guardar as coisas, uma capa plástica para chuva, a capa de proteção térmica e também a barra de proteção, que não é encontrada para venda separadamente nas lojas da chicco.

No uso diário, ele é prático para o uso em casa, shopping e locais com o piso não muito irregular, já que suas rodas são pequenas, o que dificulta andar nas precárias ruas de São Paulo. Em comparação com o carrinho Cortina Travel System, ele é bem mais difícil de passear pelas ruas do nosso bairro.

O carrinho Liteway Denin é recomendado para qualquer idade até os 36 meses, ou até os 3 anos de idade e possui 5 posições de reclinação e é um pouco mais caro do que o modelo tradicional, já que possui acessórios extras.

chicco-lite-way10

 

Você tem dúvidas sobre esse modelo de carrinho da Chicco?

Lavando a roupa do bebê – Brastemp Eggo

Você já deve ter lido inúmeros posts na internet sobre como se lavar roupa de bebê, na máquina convencional ou manualmente.

Aqui em casa, com a chegada do bebê, nossa alternativa foi usar a Brastemp Eggo, uma máquina de lavar de pequeno porte, ideal para a lavagem de roupas delicadas.brastemp-egoo

Uma das principais vantagens de usar a Eggo e não a máquina normal, é que a sua capacidade, por ser bem menor que a máquina de lavar roupa normal (1kg contra 8kg), permite fazer lavagens de roupa com muito mais freqüência, assim não precisamos ter uma diversidade de roupas para o bebê, de um dia para o outro temos uma máquina cheia de coisas para lavar.

Continue lendo