Arquivo da categoria: Pré Natal

Como se alimentar bem no primeiro trimestre da gestação

O primeiro trimestre da gestação é quando o bebê está se formando e por esse motivo é uma das fases da gestação mais importantes e também mais difíceis, o corpo vai sofrer diversas mudanças ao longo da gestação, mas nos primeiros três meses são mais acentuadas.

alimentacao primeiro trimestre gestacao

A alimentação precisa ser adequada sim nesse momento (o ideal é começar um plano alimentar antes mesmo de engravidar) mas não se preocupe tanto com isso agora já que devido aos enjôos típicos da gravidez você pode ter dificuldades em se alimentar corretamente.

Um dos mitos ainda presentes é o de que a gestante precisa comer por dois, não precisa, o ganho de peso excessivo pode ocasionar diversos problemas ao longo da gestação, como a diabetes gestacional e descontrole da pressão arterial. O que é necessário de fato é a gestante consumir nutrientes por dois e não calorias.

Alimentos indispensáveis nessa fase da gravidez

É fundamental, sempre que se sentir confortável, fazer pelo menos 5 refeições por dia de alimentos saudáveis, como por exemplo, beterraba, feijão, brócolis e suco de laranja, esses alimentos em especial contêm ácido fólico indispensável na gravidez porque previne diversos problemas congênitos no bebê. O Omêga 3, presente no peixe também é uma excelente escolha.

Café da Manhã

  • granola
  • pão integral
  • leite de soja
  • frutas
  • aveia
  • iogurte
  • queijo
  • leite e derivados

Uma refeição gostosa pela manhã vai te dar a energia necessária para começar o dia, mas assim como em todas as refeições, é importante comer em porções pequenas. Se não tiver apetite logo que acordar, coloque uma fruta e um iogurte na bolsa para tomar depois, mas não deixe para comer muito próximo da hora do almoço.

Almoço e Jantar

  • mandioca
  • mandioquinha cozida
  • feijão
  • lentilha
  • grão de bico
  • frango
  • carne vermelha magra
  • ovo
  • legumes
  • vegetais
  • saladas

Consuma alimentos que proporcionem energia e proteínas, cuidado com massas, arroz e molhos muito calóricos. Se for consumir arroz, prefira o integral.

Ceia

  • Leite
  • Queijo Branco
  • Frutas
  • Biscoitos e bolachas integrais
  • Chá

A ceia é uma refeição super leve, uma ou duas horas antes de dormir. Assim você não vai acordar com muita fome, mas também preste atenção para não beber líquidos de mais e se for consumir chá, veja se ele não tem muita cafeína, o que dificulta o sono para algumas pessoas.

O que beber durante a gestação

Beba no mínimo 8 copos de água por dia e evite bebidas que contenham cafeína, está se sentindo cansada (natural, em especial no primeiro trimestre), experimente tomar um copo de água com uma fatia de limão dentro, limonada ou água de coco.

Normalmente os enjôos são mais intensos de manhã, o que dificulta a alimentação porém ficar muito tempo em jejum aumenta ainda mais o desconforto, então mantenha sempre por perto bolacha de água e sal ou maisena ou ainda um “truque” que costuma funcionar muito bem é cheirar limão. Teste alimentos que podem cair bem no café da manhã, leite batido com uma fruta, lanche com peito de peru, aipo ou cenoura, barrinha de cereal.

O importante é cuidar bem de você e do bebê e curtir cada momento da gestação.

O que fazer em uma gravidez não desejada

A gravidez, na grande maioria das vezes é motivo de felicidade e realização, mas e quando não é assim? Muitas mulheres passam pelo dilema de uma gravidez não planejada e nem sempre é fácil de lidar. A gestação em si já provoca uma série de mudanças no corpo e na mente da mulher e quando a situação é inesperada, tudo torna-se um agravante.

Gerar uma vida é uma dádiva, saber que tem um ser crescendo dentro de você é de fato uma emoção indescritível, mas também não precisa se sentir culpada porque ao invés de estar se sentido assim está mesmo se sentindo em pânico e desesperada.

gravidez indesejada

O que fazer quando descobrir a gravidez?

Se sua menstruação atrasou e você já fez um teste de gravidez de farmácia com resultado positivo, a próxima coisa que precisa ser feita é marcar uma consulta com o médico, pode ser um ginecologista ou obstetra, ou qualquer médico que tiver disponível na sua região, o pré natal é fundamental desde o princípio independente da sua decisão. E lembre-se, no Brasil, qualquer método de aborto é ilegal em casos de gravidez indesejada, e também não se arrisque tentando tomar remédios, chás para abortar e em clínicas clandestinas, pois existem duas vidas em jogo, a sua e a do bebê.

Quem avisar sobre a gravidez

Procure o pai da criança para uma conversa franca ou uma pessoa da sua confiança para desabafar o que está acontecendo e como está se sentindo, a menos que seja uma exceção e você esteja de fato completamente sozinha, compartilhar é uma das melhores maneiras de se sentir melhor e pensar sobre o que fazer. Confirmada a gravidez através de exames de sangue, se você trabalha com carteira registrada (CLT), você deve avisar seus superiores sobre a sua condição, assim você terá estabilidade no emprego e também direito à licença maternidade. Havendo necessidade, se seu trabalho for muito pesado, poderá ser transferida para uma função onde possa ficar mais confortável, sem prejudicar o crescimento do seu bebê.

Acontece com todo mundo

A gravidez não planejada não é comum apenas na adolescência, muitas mulheres maduras, acima dos 40 anos, passam pelo mesmo dilema o tempo todo e acabam tendo uma gravidez indesejada. E neste momento não é hora de buscar onde foi a falha ou porque aconteceu e sim o que será feito no presente e sim, planejar o futuro.

A palavra de ordem neste momento é: Calma, entendo que parece difícil não se desesperar diante de uma gravidez que não foi panejada (ou desejada) mas as coisas se ajeitam de uma forma ou de outra, você talvez não enxergue isso em um primeiro momento mas logo vai perceber que entrar em pânico não vai ajudar em nada.

Tudo que é inesperado, assusta, e lógico que alguns fatores amenizam o desespero, como o apoio da família, um dinheiro extra guardado, companheirismo do pai da criança, são fatores fundamentais mas se não tiver isso no momento pare, respire fundo e se coloque em primeiro lugar e pense com clareza, apesar do deslize (foi por esse motivo que veio a “surpresa”, a pílula fora de horário, por exemplo) o que você pretende, o que você quer fazer? Com a cabeça fria (jamais tome decisões por impulso ou por pressão de terceiros), converse francamente com os envolvidos, se você tiver tranquilidade e firmeza da sua decisão, o restante vai fluir naturalmente.

Depois de se acalmar, você pode começar a curtir sua gestação, tirando fotos da sua barriga, aproveitando as consultas médicas e as imagens do ultrassom, decorando o quarto do bebê e escolhendo o nome do futuro membro da família.

E claro, muitas vezes você pode estar tentando evitar uma gravidez indesejada, então você deve conhecer seu ciclo menstrual para evitar relações sexuais em seu período fértil, também usar preservativos e também pode apelar para aparelhos para não engravidar, como o DIU, sem contar com a clássica camisinha, que você não deve ter vergonha de pedir para seu parceiro utilizar.

Boa Sorte!

contrações braxton hicks

Contrações de Braxton Hicks – Tudo que você precisa saber

Você está no trabalho ou você está apenas experimentando as contrações de prática ou contrações de Braxton Hicks? Saiba como dizer a diferença – e o que esperar.

contrações braxton hicks

Entenda as Causas

Também chamado de “trabalho de parto falso”, “contrações de prática”, ou contrações de Braxton Hicks (nomeado para o médico Inglês do século 19 John Braxton Hicks, que “descobriu” o evento), você quase certamente experimentar este aperto periódico ou endurecimento das sua barriga. Essas contrações geralmente são indolores, mas ocasionalmente podem ser bem desconfortáveis.

Essas contrações são a forma que seu útero encontrou de “praticar” para o trabalho de parto, além disso, também podem fazer parte do trabalho de parto, uma vez que elas ajudam a dilatar o colo do útero. Elas normalmente começam a aparecer durante o segundo trimestre (perto das 20 semanas de gravidez), mas também podem vir mais cedo.

Como prevenir e aliviar os sintomas?

Beber muitos líquidos pode ajudar,pois a desidratação é um fator que contribui para as contrações de Braxton Hicks. Se você passar pelo desconforto dessas contrações, faça o seu melhor para relaxar quando elas atacam. Experimente deitar e relaxar e pratique os seus exercícios de respiração até que elas passem.

Fale sempre com seu médico

Se você experimentar qualquer desconforto durante a gravidez ou estiver desconfiada que está passando pelas contrações de Braxton, avise o seu médico imediatamente: jamais tente fazer diagnósticos sozinha, pois em alguns casos as contrações podem ser sinais de trabalho de parto adiantado ou mesmo outras complicações.

Tudo que você precisa saber sobre os Exames Pré-Natal

Você está tentando engravidar ou já está grávida e tem dúvidas sobre o quais exames básicos você vai ter que fazer? Então senta aí, pega aquele cházinho e leia o que separamos para você.

exame pre natal

exames pré-natal

Pré-natal, quais exames a grávida deve fazer?

Os exames pré-natais são os responsáveis por acompanhar e avaliar possíveis problemas da mãe ou do bebê durante a gestação. Eles são pedidos pelo médico que acompanha a futura mamãe e são mensais. Veja o que fazer a cada mês da gestação para acompanhar a sua gravidez com cuidado e para evitar riscos desnecessários:

Exames do 1º mês de gravidez

Exame do Tipo sanguíneo: ABO e Rh – para evitar problemas, principalmente na hora do parto, é realizado este exame de sangue para ter certeza do seu tipo sanguíneo. É pedido pelo médico, mesmo que você já tenha um exame anterior.

Hemograma: avalia a contagem de células brancas e vermelhas (plaquetas, reticulócitos e índices hematológicos). A principal função deste exame pré-natal é verificar se está tudo bem com você em níveis celulares. Assim se você tiver alguma deficiência, ela pode ser corrigida ao longo da gestação, muitas vezes com suplementação alimentar e também com vitaminas e minerais.

Pesquisa de Diabetes, Sífilis, Toxoplasmose, Rubéola, Hepatite e HIV – são doenças que podem afetar o desenvolvimento do feto, então são realizados para que possam ser controladas, caso encontrada alguma anormalidade. Para o caso do HIV, se feito o quanto antes, é possível que o tratamento permita que o vírus não seja transmitido para o bebê, deixando-o livre dessa doença.

Dentre os exames acima, a diabetes é uma das mais comuns, sendo tratada como diabetes gestacional. Então se você já fez exames anteriores à gravidez e tinha níveis altos de açúcares no sangue ou tem histórico familiar, é preciso ficar atenta e falar com seu médico sobre isso.

doenças perigosas na gravidez

Veja outras doenças perigosas na gravides aqui.

Coleta de urina – exame simples somente para descartar alguma anormalidade no sistema urinário ou alguma infecção.

Coleta de fezes (Protoparasitológico) – vermes e parasitas não são bons nem quando não estamos grávidas. Podem causar além de desconforto, desnutrição e perda de peso para a mãe e o bebê.

Exames básicos do pré-natal no 2º mês de Gravidez

Aqui começam os exames mais legais, já vai ser possível ver um pequeno embrião e você já vai poder ter as suas primeiras imagens.

Você vai fazer uma Ultrassonografia transvaginal, que define com mais precisão o tempo de gestação, verifica se o embrião está bem implantado no útero, e se é uma gestação simples ou múltipla.

Nesse exame, é possível gravar um vídeo com as imagens. No momento do agendamento deste exame pré-natal, pergunte se você pode levar um DVD ou se ele é fornecido no local.

ultrassom

Já falamos em detalhes sobre o ultrassom, mas se quiser ver mais é só clicar aqui.

Exames do 3º mês de gravidez:

Ultrassonografia de alta resolução: detectar anencefalia. É feito entre a 10ª e a 16ª semana. Apesar de bem pequeno, já é possível ouvir o batimento cardíaco e verificar se o desenvolvimento da gestação está de acordo com o esperado.

Exames durante o 4º mês:

Amniocentese e biópsia de Vilocorial: o exame é indicado para mulheres acima dos 35 anos ou com histórico de doenças cromossômicas, como Síndrome de Down, na família. São feitos entre a 10ª e a 20ª semana de gestação.

Translucêncianucal: um ultrassom transvaginal ou abdominal mede a espessura da nuca do feto e identifica o risco de problemas cromossômicos. Indicado para mulheres abaixo dos 35 anos e sem histórico familiar.

Exames durante o 5º mês:

Ultra-som morfológico: mostra o feto em detalhes.

Ecocardiografia fetal: é um exame que procura sinais de má-formação cardíaca, é feito por meio de um ultra-som pélvico e é indicado para mulheres com doença cardíacas congênitas ou com histórico familiar de doenças cardiovasculares.

Exames realizados no 6º mês de gravidez:

Sobrecarga de glicose: ou teste de O’Sullivan (GPD), avalia se há diabetes gestacional e é realizado após a ingestão de um líquido adocicado altamente calórico.

Ultra-som morfológico com Doppler: analisa ossos, órgãos e fluxo sanguíneo do bebê no cordão umbilical e nas artérias uterinas. Ele detecta 90% de possíveis más-formações existentes, e verifica se o feto está do tamanho correto.

Exames básicos do 7º e 8º mês da gestação:

Ultra-som de rotina: para checar o peso do bebê, a quantidade de líquido amniótico e funcionamento da placenta.

Exames do 9º mês – reta final

O último ultra-som: este exame de ultra-som é realizado entre a 36ª e a 39ª semana da gravidez.

Esses são os exames aconselhados no pré natal, mas peça orientação do seu médico antes de sair fazendo qualquer exame, lembrando que você deve usar os sites da internet somente como fonte de consulta, a pessoa mais qualificada para sanar todas as suas dúvidas sobre a gravidez é o seu médico.

Nem todos os exames pré-natal são obrigatórios, algumas grávidas tem que fazer mais ou menos exames, de acordo com a saúde da mamãe e também da saúde do bebê. Não se revolte com seu médico ou saia perguntando por aí em todos os fóruns de grávida se precisa fazer ou não tal ou tal exame, confie no seu médico, ou caso não confie, procure outro.