Alimentação Saudável para Crianças

Como fazer uma criança comer?

Compartilha:

Normalmente os pais passam por um mal bocado em algumas fases da criança – quando elas começam a identificar quais alimentos gostam ou não gostam principalmente. Nessa fase, em muitas famílias a hora do almoço ou jantar é uma verdadeira batalha e, muitas vezes, quem sai ganhando é a criança e seus gostos, mas não necessariamente a sua saúde. Se você também passa, ou já passou, por esses momentos com seu filho e gostaria de garantir uma alimentação melhor, confira aqui como fazer o seu filho comer o que precisa.

Quando a criança não quer comer: o que fazer?

Quando a criança está aprendendo a comer sozinha é um momento muito especial para a criança, e os pais, nesse momento a criança experimenta um pouco mais de liberdade e independência – e é natural que a criança goste de experimentar essa independência e experimentar os limites dessa independência. E é justamente por esse motivo que utilizar uma abordagem mais autoritária ou fazer a criança associar a hora da comida com um castigo não é interessante. Por esse motivo, procure não colocar condições como “você só sai da mesa depois de comer”, ou algo do tpo.

Como está numa fase de experimentação e desenvolvendo seu paladar, muitas vezes não vale a pena argumentar com a criança ou tentar fazê-la comer os vegetais logo de primeira. Procure variar a apresentação até que a criança experimente – e goste – do alimento. Aliás, procure investir na criatividade e montar apresentações divertidas – os comerciais de refrigerantes e doces para crianças já fazem isso e essa abordagem já se mostrou ser bastante eficiente. Porque não usá-la com o brócolis e a salada? Você não precisa ser um artista, mas com um pouco de criatividade você vai ver que a tarefa de fornecer uma alimentação saudável para seu filho pode se tornar algo bem divertido.

E lembre-se: quando a criança apresentar resistência a um determinado tipo de alimento e você mudar a apresentação, procure não avisar a criança de que aquele prato bonito e divertido é aquele vegetal que a criança não gostou da última vez. Como comentamos acima, o momento de comer sozinha é um dos momentos em que ela exercita sua independência e lembrá-la que você está tentando “enganá-la” com uma apresentação diferente não é das melhores abordagens.

Como fazer a criança comer o que precisa?

Manter as crianças interessadas em uma alimentação saudável nem sempre é uma tarefa simples. Confira aqui algumas dicas para facilitar a sua guerra:

Monte um cronograma: As crianças precisam de comer a cada três a quatro horas: três refeições, dois lanches e muito líquido. Se você se planeja para atender a essas refeições, a dieta do seu filho será muito mais equilibrada e ele vai ficar menos irritado, pois não haverá tempo para ficar faminto. Mantenha essa agenda mesmo quando estiver fora de casa.

Introduza novos alimentos lentamente: Crianças temem alimentos novos por natureza. As papilas gustativas das crianças precisam se acostumar com um sabor antes que elas apreciem o mesmo. Utilizar argumentos como “seu super herói favorito come esse alimento para ficar forte” pode ser uma excelente maneira de convencer os pequenos a comer algo que não apreciam.

Peça ajuda a seus filhos na hora de cozinhar: Se os seus filhos se envolvam na escolha ou preparo das refeições , eles ficarão mais interessados ​​em comer o que eles criaram. Leve-os ao supermercado para escolher as frutas e legumes, peça ajuda para eles nessa tarefa. e tiverem idade suficiente, permita-lhes cortar legumes ou rasgar as folhas para misturá-los em uma salada.

Aliás, se você gostou dessas dicas, confira mais no nosso artigo com dicas sobre alimentação saudável para crianças.

Quando visitar um médico?

Quando as batalhas com o prato se refletem na saúde da criança e seu bem estar, você deve visitar o médico. Aliás, procure verificar se os alimentos que ela mais se recusa comer depois não causam mal estar ou outros sintomas. Por exemplo, se a criança se recusa a comer derivados do leite pois apresentam dores de barriga ou cólicas após comê-los é um forte sinal de intolerância.

Emagreça de 4KG a 5KG depois da gravidez com esse detox preferido das celebridades

Mas calma, mãe, na grande maioria dos casos a recusa em comer um determinado alimento é comportamento ou preferência. Por esse motivo a insistência.

Compartilha:

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *