Saiba como Comprar o Enxoval do Bebê – Itens indispensáveis da Lista

guarda-roupas-bebeO seu bebê vai nascer em pouco tempo e você ainda não comprou as roupinhas?

Ou ainda, você será madrinha ou padrinho de uma criança que ainda não nasceu e não comprou um presente? Sua irmã/tia/sobrinha/prima vai ganhar um bebê e você não encontrou uma roupinha de lembrança?

Calma. Não é o fim do mundo. Bebês sempre precisam de roupinhas e não é um mistério escolhê-las. Nesse artigo, seguem algumas dicas:

Atenção ao tamanho

Procure variar o tamanho das peças. Os bebês crescem muito rápido nos seus primeiros meses de vida. Por isso, ao comprar as peças de roupa, procure levar tamanhos diferentes. Aliás, se você não sabe como escolher o tamanho da roupa do bebê, confira o nosso artigo: Como Encontrar o Tamanho da Roupa do Bebê? e você vai conseguir tirar suas dúvidas sobre tamanhos.

Como escolher as roupas para o enxoval do bebê?

Independentemente da estação do ano em que o bebê nascer, sempre se lembre que eles geralmente crescem muito rápido e mesmo os recém nascidos não possuem exatamente o mesmo tamanho. Por exemplo, alguns recém nascidos são tão grandes que podem nem precisar de roupinhas de RN, mas acabam “pulando” para o tamanho P. Por isso, procure variar os tamanhos das peças compradas pois, se você não utilizar a peça na primeira semana porque ficou muito grande, pode ter certeza que precisará dessas peças da terceira semana em diante.

Mais uma vez: lembre-se que os bebês crescem muito depressa. Ou seja, jamais pense que na próxima estação seu bebê vai reutilizar uma determinada peça que está grande agora, porque ele não vai. Por exemplo, um macacão grosso que foi comprado, mas o bebê nasceu no verão. Por isso, compre apenas as roupas que serão necessárias nos primeiros meses.

Lista de Roupas para Enxoval do bebê

Apesar de não ser uma regra ter todas essas peças de roupas, a lista de enxoval abaixo vai te ajudar a comprar ou verificar se já tem roupas suficientes para a chegada do seu bebê.

Criança nascida no verão

Se a criança vai nascer no verão, o guarda roupa perfeita para as primeiras semanas do bebê pode ser composto pelas seguintes peças:

  • Regatas e camisetas de algodão: As regatas e camisetinhas serão peças coringas no armário da criança. Poderão ser usadas com bermudinhas, macaquinhos, jardineiras. Nos dias mais quentes, você poderá deixar o bebê mais a vontade apenas com a camiseta ou regatinha. Procure ter de 4 a 6 peças de tamanhos diferentes. Conforme a criança for crescendo, procure comprar novas peças de tamanhos maiores (mas lembre-se, sempre de tamanhos diferentes para não ser pego de supresa de uma semana para outra).
  • Pagãos de algodão: O pagão é um “conjunto” que normalmente vem com uma camiseta leve e um casaquinho. Essas peças são muito interessantes pois servem para dias um pouco mais frios, além de vir com camisetas extras para o bebê. Uma quantidade ideal dessas peças no armário é de 2 a 4.
  • Body de algodão: O body é uma peça única de algodão que revolucionou o mundo das mamães, pois proteje o corpinho e ajuda a manter a fralda segura. Geralmente mais fáceis de vestir que o pagão, os bodies vem em manga curta ou longa, e são peças coringas tanto para o inverno quanto para o verão. Procure ter no guarda-roupa entre 2 e 4 bodies. Aliás, você pode até mesmo substituir os pagões por bodies se preferir.
  • Calças de malha (com e sem pezinho): Procure ter calças diferentes, com e sem pezinho. A calça com pezinho é ideal para bebês nos primeiros dias, que geralmente precisam ser mantidos bem quentinhos. Agora, para os dias mais quentes em que não é necessário manter o bebê totalmente coberto, prefira as calças sem pezinho. Outra vantagem das calças sem pezinho é que elas não restringem os movimentos do bebê. Procure ter de 3 a 6 pares de cada peça no armário.
  • Macacões de manga curta: Os macaquinhos são peças muito fáceis de vestir e bem práticas como opção de “muda” de roupa quando não estamos em casa. Sempre prefira os tecidos de malha, pois eles são bastante confortáveis e permitem bem a respiração da pele do bebê. Procure ter de 3 a 5 pares no armário.
  • Shortinhos e bermudas de malha: Essas peças vão te salvar nos dias de muito calor. Muito práticas, devem fazer parte do armário do bebê e manter cerca de 4 peças não é exagero.
  • Jardineiras de malha (ou seja, aquelas calças com uma espécie de “suspensório”): procure ter pelo menos duas jardineiras no guarda-roupa, pois essa peça é ideal para os dias que a criança estámuito agitada. Prefira sempre os tecidos de malha.
  • Meias de algodão: Se o bebê nasceu no verão, procure optar por meias mais finas e evitar aquelas muito grossas. 3 a 4 pares costuma ser uma quantidade suficiente para manter o bebê nas primeiras semanas.
  • Sapatinhos: de lã fina ou tecido, procure ter pelo menos 3 pares. Veja como escolher os sapatos e calçados das crianças.
  • Babadores: Babador é um item que você vai usar muito. Por isso, procure ter pelo menos 7 babadores no armário. Como é um acessório que não varia muito com o tamanho de acordo com o crescimento da criança, procure ter peças suficientes para durar pelo menos uma semana sem lavar roupas.

Se você acha as quantidades muito grandes, lembre-se: é importante manter a criança sempre limpa e o bebê se suja bastante nas primeiras semanas, seja por suor, trocas de fralda, leite e vômito. Se você não pretende lavar roupas todos os dias, é importante ter várias opções de muda, até mesmo para tornar a sua vida mais prática e ter uma preocupação a menos. Aliás, o verão é uma estação mais quente e pede roupas específicas, confira também as nossas dicas sobre como vestir o bebê no verão. 😉

Criança nascida no inverno

No inverno, tenha duas preocupações em mente: precisamos manter a criança sempre aquecida, as roupas são mais pesadas e geralmente demoram um pouco mais para secar.

Portanto, procure aumentar o número de peças quentinhas e roupas “de baixo” da criança. Ou seja, considere aumentar as quantidades de camisetinhas e regatas, meias, calças (com e sem pezinho), sapatinhos, pagãos e bodies. Além disso, tenha:

  • macacões de manga comprida: Prefira os tecidos mais grossos e procure ter pelo menos 6 peças no guarda-roupa. Por ser uma peça bastante prática, ele é ideal para mudas de roupa fora de casa.
  • Blusa de manga longa: Procure manter uma boa quantidade de blusas no guarda-roupa. Como é uma peça que ficará sempre “por cima”, a tendência é que ela seja trocada com bastante frequência. Tenha pelo menos 8 peças.
  • Toucas: As toucas são acessórios que mantém a cabeça do bebê sempre aquecida, mas não são sujas com frequência. 2 ou 3 toucas geralmente são suficientes.
  • Luvas: Bebê de luva é sempre um charme, né? Mas mais do que estética, as luvinhas mantém a mãozinha da criança quentinha e devem ser muito confotáveis. Assim como as toucas, 2 ou 3 pares geralmente são suficientes.

Dicas extras

Na hora de guardar todas as roupas, organize-as de acordo com o tamanho das peças, maiores para baixo e menores na parte de cima. Assim você não precisa bagunçar tudo a cada vez que for vestir o seu bebê.

Caso você ganhe muitas peças de tamanhos parecidos, veja se não consegue trocá-las na loja onde foi comprada, assim você não perde nenhuma roupinha de bebê.

Aprenda fazer sapatinhos de bebê para economizar e até para vender para outras mamães.

E aí, já montou o enxoval do seu bebê? Você comprou alguma coisa diferente? Compartilhe com a gente comentando esse artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *