Depressão na Gestação

A gravidez é um momento único na vida de qualquer mulher, motivo de esperança e alegria, mas e quando não é bem assim? Muitas mulheres enfrentam um problema silencioso e muito complicado, a depressão. Entenda como lidar com uma depressão na gestação.

depressão-gestação

A depressão é muito mais do que alguns dias de tristeza, é uma doença grave que altera o sistema nervoso central, com a depressão os sentimentos de ansiedade, tristeza e vazio não “desaparecem” de um dia para o outro e interferem no dia a dia da pessoa. Os sintomas da depressão podem ir do leve ao grave, a boa notícia é que com tratamento a depressão pode ser controlada e a gestante pode curtir sua gravidez.

Quando você está grávida (ou mesmo depois de ter o bebê) pode estar sofrendo de depressão e não saber o que está acontecendo com você, é importante saber identificar os sintomas porque a gestação e o pós parto podem trazer sintomas semelhantes mas que tendem a melhorar em poucas semanas, mas se os sintomas listados abaixo ultrapassarem mais de duas semanas, procure ajuda o quanto antes.

Os sintomas listados, para caracterizar possível depressão, precisam estar presentes na maior parte do tempo e perdurar por mais de duas semanas.

  • Sente-se inquieta e mau humorada
  • Triste, desanimada e sem perspectiva de vida
  • Chora em boa parte do tempo
  • Não sente energia e motivação (falta de energia diferente do cansaço natural durante a gestação)
  • Falta de apetite ou come em demasia
  • Distúrbio do sono (dorme em excesso ou sofre com insônia)
  • Dificuldade em se concentrar e tomar decisões
  • Sente-se inútil e culpado por tudo
  • Perde interesse em atividades que antes eram prazerosas
  • Isolamento, não aprecia mais a companhia de amigos e familiares

Como a depressão é tratada na gestação

A depressão requer acompanhamento médico, independente, mas no caso das gestantes o tratamento é diferenciado, geralmente são indicados terapia e medicamentos, isolados ou em conjunto, para as gestantes o medicamento é avaliado com cautela por causa do bebê. Buscar ajuda é indispensável para a sua saúde e a do seu filhote. Também é importante ouvir quando alguém diz que você mudou seu comportamento, assim a depressão pode ser detectada mais rapidamente e tratada corretamente para garantir a saúde sua e do seu bebê.

Os sintomas de depressão também podem aparecer depois do nascimento do bebê, e é chamada de depressão pós-parto, mas também devem ser tratadas de forma específica.

Aprenda fazer sapatinhos de bebê para economizar e até para vender para outras mamães.

A depressão pode ter diversas causas, desde uma gravidez indesejada até fatores externos, como trabalho ou a relação entre o casal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *